segunda-feira, dezembro 24, 2007

Merry Christmas

O natal é sempre que o Homem quiser, mas hoje é o dia oficial! Desejo a todos os que contribuíram para a existência deste blog, todos os seus leitores, às nossas famílias, amigos e todos aqueles que nos são especiais um Santo Natal, repleto de coisas boas, e que o ano que se aproxima esteja recheado de novos desafios, novas etapas e muita mas muita felicidade junto dos que amamos.

Agora uma ajudazinha para quem pensa deslocar-se:
Dutch - Vrolijk Kerstfeest en een Gelukkig Nieuwjaar!
Egyptian - Colo sana wintom tiebeen
English - Merry Christmas & Happy New Year
Creek - Afvcke Nettvcakorakko
Bulgarian – Chestita Koleda i Shtastliva Nova Godina
Arabic - I'D Miilad Said ous Sana Saida
Ethiopian -Enkuan le berhane ledtu adrswo
French - Joyeux Noël et Bonne Année!
Hawaiian - Mele Kalikimaka & Hauoli Makahiki Hou
Hungarian - Kellemes karácsonyi ünnepeket és Boldog újévet
Irish - Nollaig Shona Dhuit
Italian - Buon Natale e Felice Anno Nuovo
Japanese - Shinnen omedeto. Kurisumasu Omedeto
Korean - Sung Tan Chuk Há
Latin - Pax hominibus bonae voluntatis
Lebanese - Milad Saeed wa Sanaa Mubarakah
Mongolian - Zul saryn bolon shine ony mend devshuulye
Norweigan/Nynorsk - eg ynskjer hermed dykk alle ein god jul og godt nyttår
Norweigan/Bokmål - God Jul og Godt Nyttår
Pennsylvania German - En frehlicher Grischtdaag unen hallich Nei Yaahr!
Pohnpeian - Peren en Krismas & Peren en Parakapw
Polish - Wesolych Swiat i Szczesliwego Nowego Roku.
Portuguese - Boas Festas e um feliz Ano Novo

domingo, dezembro 23, 2007

Natal como a tripa... à moda do Porto!!!

No fim de semana passado foi o tradicional desfile de Pais Natal na Baixa Portuense. Gostamos tanto que registamos o momento mais natalício, com a música típica e o traje a rigor!!! ehehehe

video

terça-feira, dezembro 11, 2007

It's Ju's birthday!!!


PARABÉNS à trintona da família!!! :))

segunda-feira, dezembro 10, 2007

Ainda estou anestesiada do fim de semana... Acho que tão cedo não vou a um Shopping... Naaaaaa... Vou nem que seja para gastar o vale do bilhete do cinema... Eheheh Apesar de tudo foi divertido. A dupla do sucesso é isso mesmo, um sucesso!!! Agora só falta ir buscar a foto com o Pai Natal pra melhor ilustrar tudo isso... ;)

domingo, dezembro 09, 2007

Neste Natal...

video

Uffa.. custou mas venceu-se!






Este fim de semana foi dureza, do mais duro que possa haver, não houve dormir até tarde, nem a habitual pasmasseira no sofá, não houve grandes borgas, e muito menos tempo para grandes relaxes... houve sim muito trabalho, muita confusão, muito trânsito, muitas horas em fila de espera para estacionar, outras tantas para comer, mas principalmente e acima de tudo muito boa disposição, muitas gargalhadas, muita patetice! Acho que ao contrário do que era de se esperar eu e a Bomboca conseguimos correr practicamente todos os shoppings da cidade do Porto e arredores, e como se isso já não fosse suficiente a comprinha em cada um dos que passamos passou a ser da praxe, se não os consegues vencer junta-te a eles, não é isso que se costuma dizer?? Foi um fim de semana duro, mas nada que a Dupla de Sucesso não conseguisse superar... ia terminar com a célebre frase "estou pronta para outra", mas naaaaaaaaaaa, não estou mesmo!!! :)

quinta-feira, dezembro 06, 2007

"Transportai um punhado de terra todos os dias e fareis uma montanha."

Pensei ter milhares de palavras que descrevessem mais esta fase da minha vida, mas confesso que nem eu própria sei muito bem o que dizer, acho que é um mix de felicidade e entusiasmo com a nostalgia do que deixo para trás. Estava tão ansiosa que agora que finalmente chegou parece que estou anestesiada, é estúpido eu sei, quase um contra-senso. Mas é o que realmente sinto! Estou felizzzzzzzzzzzzzz…

Obrigada a todos que acreditaram que seria capaz e que me ajudaram a nunca desistir…
Tenho os olhos postos no "próximo passo" ...
Wish me Good Luck!!!

Para alguns o fim de semana começa mais cedo!!! ;)

Pontas soltas...

Quando nós eramos "inconcientes" aka teenagers, eu e a Rita, ficamos fixadas numa publicidade da revista ELLE que andava por aí nas revistas da concorrência. Guardei a folha e ontem encontrei-a... Era assim:

- Amas-me?
- Claro!
- E como é que me preferes? De cabelo apanhado?
- Depois de o teres caído.
- Faz-me mais magra. Pareço a Natassia Kinski!
- Pois pareces.
- Mas tu gostas é do tipo Ornella Muti, arredondada, cheiinha, nada de ossos!
- Gosto da cara da Natassia Kinski no corpo da Ornella Muti e vice versa.
- Eu não sou nada disso!
- Às vezes és. Quando pões a tua mini-saia verde...
- Essa é boa, ficas furioso!
- Pois fico. Mas gosto.
- Gostas!? Também dizes que adoras que eu faça topless, na praia...
- E adoro!
- Não te lembras do escândalo que fizeste...
- E tu deliras ver-me com ciúmes!
- Detesto que faças cenas. E detesto que olhes para as outras que fazem topless!
- Os outros também olham para ti.
- Têm tanto direito como tu!
- Amas-me?

- Claro!

Agora é: Querer ou não querer??? Eis a questão!!!

Há momentos na vida em que devemos fazer opções. Escolher é sempre um drama. Não só pela escolha em si mas principalmente para tentar perceber o que realmente queremos. Hoje a situação é uma, manhã será outra... O que quero hoje posso não querer amanhã, mesmo que ainda não o tenho conseguido. O que quererei amanhã, hoje pode parecer absurdo... A paz no mundo pareceu-me uma boa opção. É um tema actual e digno de um concurso de miss. Não tenho vocação nem corpinho para miss e a inteligência é prova superada... eheheh Querer por querer é um drama igual ou pior ao de escolher. Parece fútil, desnecessário... Dizem que quando era pequena queria ser cabeleireira. Devia ser por tanto massacrar a Barbie, as Barriguitas e o Pequeno Poney. Salvaram-se os Estrunfes que usavam o belo do barrete a tapar a possível cabeleira. Hoje em dia não me imagino em tal profissão. Prefiro dar valor ao que vai dentro de algumas cabeças em vez do que vai fora. O máximo que pode acontecer é encontrar alguma areia mas antes partilhar isso que a caspa alheia!!! Moral da história, ainda bem que não foi esta a minha escolha!!! Enfim, não sei o que quero... Sinto-me uma miúda indecisa a tentar escrever a carta ao Pai Natal. Dizem que o homem não existe por isso de nada me vale... Pai por pai tenho o meu e nem sequer é ele que escolhe o meu presente de Natal... Mas afinal devo escolher o quê? Mas nem sou eu quem faz anos... Fica pra Maio o dito com tracção às 4... Se tudo correr como diz a Íris, a loira estará com(n)tracção em 2009... Ah não, isso é o S.João em casa!!! Lindo.... Estou a dispersar, eu sei, mas o resto é que não sei... Primeiro porque não entendo a pergunta e depois porque não quero responder. Nunca escrevi a carta ao Pai Natal por isso não estou habituada a pedir. Sempre disse: “Mãe, sabes o que é que eu gostava???...” E a resposta não, nunca foi a paz no mundo. Pode não parecer nobre da minha parte mas também nunca quis ser miss... (E já me estou a repetir!) Além disso já estou naquela fase em que, o que quero, compro!!! Mas, pra lhe (te, whatever) fazer a vontade, vou dizer que quero outro igual para fazer uns brincos!!! Brincadeirinha... :)

quarta-feira, dezembro 05, 2007


Joana


Significa graça divina e indica uma pessoa que só amadurece depois de muito lutar pelo equilíbrio entre a razão e o coração. Chega a ser vista como alguém que não sabe o que quer, mas quando se decide entra de corpo e alma na conquista dos seus ideais.
Sim, sou mesmo euzinha... :D

Ter ou não ter??? Eis a questão...


Por motivos que agora não interessam nada, o tema surgiu na conversa: ‘Alma Gémea’. Pior do que não saber quem será é não saber o que isso é na realidade. Nada melhor do que uma “piquena” busca na net... Ou não, porque na realidade não fiquei nada esclarecida mas... Achei graça a algumas ideias tipo:

“Onde está minha Alma Gêmea?
Podemos estabelecer uma variedade enorme de relacionamentos, de conhecidos da escola a amantes, o relacionamento mais almejado é a relação de Alma Gêmea. Embora seja aquela que mais nos desafia e mais nos faz sofrer.Como taróloga venho me dedicando desde 1978 a arte da compreensão deste mistério que é o romance. E como mulher venho me observando atentamente na minha vivência de mulher, amante, mãe e amiga. Com toda a minha experiência, ouvindo o sofrimento e as alegrias de mais de 5000 clientes, como mulher que viveu casamentos, filhos, solidão. Ainda acredito no amor, nessa capacidade maravilhosa de nos agregar, e compor uma célula construtiva.Ainda admiro essa "coincidência" de poder encontrar aquela pessoa, que simplesmente se encaixa com tudo o que a gente é e quer. Aquela pessoa que nos completa, que nos inspira a ser ainda mais nós mesmos. Aquela identificação profunda, que parece que Deus só esqueceu de colar as peças antes de embrulhar..E é com essa admiração pelo romance, que eu atendo meus clientes, com todo carinho a essa parte tão importante que temos, que é nossa vontade de amar e ser amado.No meu trabalho busco ampliar sua consciência sobre si mesmo, e das especialidades do seu ser. Ajudando você a manifestar a sua beleza e se tornar atrativo o suficiente para se aproximar e ser identificado pela sua Alma Gêmea.
Com todo meu amor, Nelise Carbonare Vieira”

Esta também achei linda:

“O que é a nossa alma gémea?
Dizem que Deus, ao criar cada alma deu-lhe uma forma arredondada - uma esfera. Seguidamente, cortou-a em duas metades e colocou cada uma num corpo diferente. A alma gémea não é mais do que a nossa outra metade perdida e todos quantos a buscarem encontrá-la-ão. Cada alma tem por missão descobrir a metade que lhe falta – a sua alma gémea. O primeiro passo a dar é acreditar na sua existência.”

Eheheh
And last but not least...

“Minha experiência com o consultório, fizeram com que eu desenvolvesse alguns temas para palestras. Estes, vieram de assuntos muito comuns dos meus clientes. A problemática afetiva é o principal motivo das pessoas que me procuram, isto é que me levou a falar sobre ‘A Alma Gêmea’. Segundo a teoria de interpretação dos símbolos da psicologia Junguiana, poderíamos dizer que o símbolo da Alma Gêmea, representa o arquétipo da afetividade do nosso tempo. Antigamente, o príncipe encantado, era aquele homem, que nos tiraria da família repressiva, mas que nem sempre nos oferecia o paraíso. Atualmente, queremos garantir melhor nossa realização, então buscamos a nossa cara metade.
No fundo desta análise, defendo a idéia, que por trás da Revolução Sexual, existe um processo, que vem se intensificando cada vez mais, que é a busca da realização em todos os níveis da nossa vida. A Realização Pessoal virou o grande tema da atualidade. Tudo o que fazíamos, passamos a questionar segundo este prisma. No trabalho, não queremos apenas ganhar dinheiro, agora, queremos fazer o que nos dá prazer, queremos nos sentir úteis, usar nossos dons, tendo com isto mais vontade, e competência. Como também ter perspectivas de crescimento. Até, os filhos, cada vez desenvolvemos técnicas mais elaboradas, para tê-los na hora certa, e escolher o sexo. Visando realmente chegar o mais próximo da nossa Vontade.
Assim, também mudou o padrão do nosso Príncipe Encantado. Quem é nossa Alma Gêmea? É uma pessoa que se identifica muito com a gente. Dá aquela impressão de que nós conhecíamos já há muito tempo, mesmo só fazendo dois dias. Pensa as mesmas loucuras... parece que nos entende melhor do que nós mesmo. Enfim, é alguém que encaixa muito bem com nossos ideais, nossas idéias, que acrescenta muita coisa, ajuda a gente a crescer. E reciprocamente a coisa acontece igual. Uma série de exigências cercam essa relação: Esperamos que ele seja nosso companheiro, que construa junto com a gente nossa vida. Atraente, sedutor, que nos envolva emocionalmente. Determinado, centrado nos próprios ideais e cúmplice nos nossos projetos. E por fim, que nos dê o sentido de nossa vida.
Essa relação fica muito ideal, e muito difícil de acontecer, se nós mesmos não conseguirmos ser tudo isto que agente espera do outro. E essa é a característica principal da relação de Alma Gêmea: uma pessoa que tem os requisitos básicos de identificação, que permitem a gente projetar aquilo que na realidade queremos ser. Então, não é bem, um mar de rosas... No começo principalmente, a impressão é bem outra. Parece um inferno. Acontece que nós encontramos na Alma Gêmea, muitas partes nossas que nós ainda não conhecemos, e muitas vezes até rejeitamos. Aí, fica tudo muito confuso, e quanto mais identificamos as igualdades, mais medo temos, isto trás distancia, esfria os sentimentos. Mas, a atração provocada pela estreita sintonia, por aquela sensação de que a vida do outro é extremamente importante para nós faz, com que superemos as nossas barreiras, e derretendo aquele gelo vagarosamente, nos aproximemos novamente. Com o tempo, as crises como ondas vão abrandando, até terminarem, em geral até os dois anos.
A relação com a cara metade é eterna? Não, encontrar a Alma Gêmea, não quer dizer resolver definitivamente a questão afetiva. Na verdade, encontrar a Alma Gêmea representa encontrar alguém, que se identifica muito com agente, e que contribui para o nosso crescimento. Através desta relação, identificamos nossas próprias características, espelhadas no parceiro, descobrimos melhor então quem somos nós. Porém, existem limites para esse crescimento, cada um tem seus bloqueios, suas dificuldades, defeitos, traumas que trazem uma série de medos, e nem sempre conseguimos superar esses bloqueios, passando a prejudicar o crescimento da relação e muitas vezes até o crescimento do parceiro. Por sete anos, mais ou menos, a gente suporta os problemas do outro, mais se este não conseguir nem se mobilizar para a transformação destes defeitos, o contrato pode não ser renovado. E aí, a relação passa a se desgastar cada vez mais, gerando muitos mágoas. Só temos uma Alma Gêmea? Não, podemos ter outra Alma Gêmea, e quanto mais ampliamos a consciência de nós mesmos, mais profunda a identificação, mais intensa a relação e maior possibilidade de crescimento.
Isto não quer dizer que precisamos de trocar o parceiro. Também é possível, manter uma crescimento de ambas as partes e da relação, renovando o contrato por vários setênios, até o fim da vida. Elas vêm de vidas passadas? No meu trabalho, vejo coisas impressionantes, as "coincidências", a sincornicidade são dificeis de explicar na luz da psicologia. Isto faz pensar, que possamos realmente reencontrar pessoas. Como por exemplo, reconhecer estórias de vida muito semelhantes entre os parceiros. Ou uma determinada missão que só inicia com este parceiro, que muda a vida da pessoa mas que parece que ela esteve se preparando para este encontro deste que nasceu, e a recíproca também acontece, misteriosamente. Como também aquele caso mais simples, do amor a primeira vista, que ligam as pessoas de uma forma muito intensa. De qualquer forma o encontro com a Alma Gêmea, traz muitas mudanças, em nossa vida, e sempre é um marco de uma nova etapa, que em geral vai durar sete anos, a partir disto vem uma renovação do sentido de vida, e conforme a relação, ela se mantém ou não."

A Ilha dos sentimentos

"Era uma vez uma ilha, onde moravam todos os sentimentos: a Alegria, a Tristeza, a Sabedoria e todos os outros sentimentos. Por fim o amor. Mas, um dia, foi avisado aos moradores que aquela ilha iria afundar. Todos os sentimentos apressaram-se para sair da ilha.
Pegaram nos seus barcos e partiram. Mas o amor ficou, pois queria ficar mais um pouco com a ilha, antes que ela se afundasse. Quando, por fim, estava quase a afogar-se, o Amor começou a pedir ajuda. Nesse momento estava a passar a Riqueza, num lindo barco. O Amor disse:
- Riqueza, leva-me contigo.
- Não posso. Há muito ouro e prata no meu barco. Não há lugar para ti.
Ele pediu ajuda a Vaidade, que também passava por ali.
- Vaidade, por favor, ajuda-me.
- Não posso te ajudar, Amor, tu estás todo molhado e poderias estragar o meu barco novo.
Então, o amor pediu ajuda a Tristeza.
- Tristeza, leve-me contigo.
- Ah! Amor, estou tão triste, que prefiro ir sozinha.
Também passou a Alegria, mas ela estava tão alegre que nem ouviu o amor a chama-la.
Já desesperado, o Amor começou a chorar. Foi quando ouviu uma voz chamar:
- Vem Amor, eu levo-te!!!
Era um velhinho. O Amor ficou tão feliz que se esqueceu de perguntar o nome do velhinho. Chegando do outro lado da praia, ele perguntou à Sabedoria.
- Sabedoria, quem era aquele velhinho que me trouxe aqui?A Sabedoria respondeu:
- Era o TEMPO.
- O Tempo? Mas porque só o Tempo me trouxe?
– Porque só o Tempo é capaz de entender o "AMOR"."

terça-feira, dezembro 04, 2007

I Believe I can Fly ...


"A primeira condição para ser alguma coisa é não querer ser tudo ao mesmo tempo."
Tristão de Ataíde

quinta-feira, novembro 29, 2007

terça-feira, novembro 27, 2007

Sim, é verdade, sou mesmo EUUUU!!!

Elas não matam mas aleijam de caraças!!!
É bem verdade...irra que isto de andar sempre às cabeçadas com a vida é lixado!!
É como diz o outro: "pode matar pessouas!"
A sorte, ou o meu azar, é que me considero uma miuda (sim, uma miuda como já me chamaram! Eu, uma marmanja de quase quase 30 anos!!eheh) "eboluída" e vou-me desenrascando no meio da trapalhada que é a minha vida!
Quanto ao meu weekend com a Anita Blossom, bem, foi di catxigoria!!
É o que nos vale às duas, o nosso bom sentido de humor!!
Também é bem verdade que tristezas não pagam dívidas, senão, meus amigos, onde eu já ia!!
"A gente temos que montar um plano" de actuação a ver se isto começa a correr melhor!!Sabem o que é? Doi-me o rabo de tanto pontapé...Alguém tem Hirudoide??Anyone???
Ai Michael Suflé..quer dizer Bublé, se não fosse o teu everything "mim" não tinha niente di niente!!!
Inté...


Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura…


Não foi à primeira, infelizmente também não foi nem à segunda nem à terceira, mas a verdade é que cheguei… e agora que estou cá... ufaaaa, sabe tão bem…

segunda-feira, novembro 26, 2007

Michael Bublé performs Everything, on ROVE

Pra sonorizar o fim de semana!!! :)

na capital

O fim de semana em Lisboa chez Juju foi no mínimo interessante... Teve direito a frio e às voltinhas da praxe, começando pelo IKEA, passando no Chiado e terminando em Belém. Nos intervalos ainda houve tempo para o Colombo, Cascais, Oeiras e o Terreiro do Paço, desta vez sem carros e sem árvore! O pecado da gula esteve na ordem do dia! Na falta de melhor, comi para esquecer e mais tarde recordei o que comi, lembrando-me do que não esqueci. Conclusões e motivos à parte, este sábado, eu e a Juju, deixamo-nos levar pelos prazeres da carne, mais concretamente a de novilho, num belo de um jantar de fondue à luz da lamparina do dito. E foi muito gostoso, sim senhor!!! Para a próxima só preciso de não me esquecer que ir para o Bairro Alto de tacões não é uma boa opção... O chocolate foi outro fiel companheiro, sempre presente neste tipo de ocasiões, como bom amigo que é! A verdade é que tentamos provar em nós próprias o estudo que diz que "Comer chocolate é bom para cérebro e coração"!!! Como as respostas não foram conclusivas, no próximo fim de semana já decidimos que vamos atacar nos M&M já que o Milka de morango foi uma fraude pois, nem com a sua forma sugestiva, fez bem ao dito de nenhuma das 2! A culpa foi do morango, só pode... Adiante!!! Tivemos banda sonora que variou entre Michael Bublé e... Michael Bublé! Ora música 9, ora a 9ª música... Digamos que mais parecia o dever de decorar a musiquinha para apresentar na Gala da Familia Superstar, sem direito a cábulas ou letra impressa e muito menos à Barbara Guimarães! Valha-nos o meu básico conhecimento de inglês que não me levou a trocar “crazy life” por “crazy wife” e me deixou continuar a trautear “you’re everything” apesar de tudo me puxar para o “you don’t mean a thing”. (Esta foi demasiado elaborada, eu sei! Eheheh) Foram bons momentos de ócio... E até podia ter regressado ao Norte com o ego nos Polos (o de cima, vá...) de tanto elogio que levei!!! Um “pombo correio” entregou-me a mensagem de que eu escrevia muito bem. A minha conclusão perante tal raciocínio foi de que o remetente simplesmente não sabe ler!!! Ou então é pelo simples facto de não me conhecer... eheheh Quem me conhece sabe que eu sou tão boa a escrever, como sou a desenhar, ou seja, às vezes, por sorte, saem umas coisas engraçadas, sem o mínimo de técnica e com o máximo de boa vontade. Os restantes elogios, que não posso confessar, caso contrário teria que matar o leitor, ou o blog, ou o dono dos elogios. Estes partiram de um pequeno grande amigo com quem ainda tenciono passar momentos hilariantes a criar rugas de expressão e abdominais forçados de tanto rir. Foi sem dúvida um fim de semana de 1ª, começando no Alfa e terminando no Intercidades em segunda, apenas feira!!! ;)
E mais não digo se não o Dr. vai me obrigar a escrever um livro para lançar da Ponte D. Luis numa noite de lua cheia!!!

sexta-feira, novembro 23, 2007

live from Alfa!!!

Cá estou a caminho de Lisboa “pendulada” mais uma vez e a rezar a todos os santinhos para não enjoar!!! Desta vez resolvi experimentar a classe conforto porque depois de uma hora de almoço no mínimo agitada achei que merecia esse e outros confortos. Até ver tá a correr bem... Vou entretida a “falar” no messenger, a ouvir musicol e a postar! Tudo isto porque vou confortavelmente a gastar electricidade à CP e a usar a tomada do vizinho do banco atrás. Simpático... pena ser feio que doi!!! (será que ele consegue ler dali???) Se fosse giro ou era casado ou comprometido... perfeito pra mim!!! Ahahah piadinha... Esse é outro drama! O meu neste momento é tentar não enjoar o que cheira-me ser difícil já que esta coisa está a abanar mais que uma cadeira de baloiço e pior, na lateral!!! Pra ajudar à festa a carruagem vai cheia de senhores e senhoras com passe de turismo sénior a falar uma língua qualquer estranha que, felizmente, não se sobrepõe ao sonoro do meu fiel companheiro, o computador. Sim, porque outra das vantagens de ir confortavelmente sentada é o poder ir num dos lugares sozinha. Assim sendo não corro o risco da pessoa do lado cuscar o que estou aqui a escrever, ou se encostar ao meu ombrinho ou termos de ter aquele contacto desconfortável pra medir forças e decidir quem vai usar o apoio de braço!!! Definitivamente é só vantagens!!! Devia ter dito que queria o jornal... E era mais uma! Se assim continuar, tão cedo Bomboca não volta a Lisboa... Pronto, já gosto outra vez do comboio.......mas com conforto!!! Haja “enjomin” e dinheirinho... ;)

quinta-feira, novembro 22, 2007

Miss Congeniality

You think I'm gorgeous... you want to kiss me... you want to hug me... you want to love me... ;)

O presente como o preço; certo e em euros

O Natal aproxima-se e com ele vem, não só a bela da rabanada, como também, os belos dos presentes à meia noite. Nas ruas já se confundem as luzinhas com as saquinhas dos embrulhos. Para não variar, ainda nem sequer sonhei com os presentes que o “meu” Pai Natal vai deixar no sapatinho... A verdade é que, pra mim, espírito de natal começa dia 1 de Dezembro e presente que é presente só se compra depois de dia 20 e não é coincidência ser dia de pagamento!!! ;)
Andava a vaguear pela net e encontrei “Natal: o presente certo para cada signo”, segundo a astróloga Maria Helena. Resolvi partilhar o que diz a senhora sobre os “santos da casa” que, apesar de não fazerem milagres, pode ser que escolham um belo de um presentinho para distribuir entre si.
Ah, sim, a foto é da árvore da Av. dos Aliados, tirada no minuto antes de se apagar... E pra quem diz que “arvóre dxi natau não ápága nunca” a gentxi respondxi: “essa apaga à 1 da manhã!” ;)
Então aqui vai:

"Os nativos de Touro gostam de receber presentes de qualidade, por isso não lhes dê nada que seja descartável ou que não dure muito tempo. Apreciam o conforto, por isso escolha para lhes oferecer uma peça de roupa de boa marca e com tecido macio ou calçado de qualidade, um perfume ou cremes de beleza.

Os nativos de Escorpião gostam de receber presentes raros, por isso ponha uma boa dose de mistério no presente que lhe der, use a imaginação e surpreenda-o. Gostam de óculos escuros, livros policiais, artigos esotéricos, roupas sensuais e lingerie.

Sagitário é um signo de pessoas aventureiras, que gostam de receber presentes que os obriguem a evoluir intelectualmente e lhes dêem a conhecer culturas longínquas. Uma viagem, livros de aventuras, estatuetas exóticas ou uma máquina de filmar ou fotográfica são boas opções de presentes."

quarta-feira, novembro 21, 2007

não gosto... não quero!

Podia enumerar uma série de razões pelas quais não gosto de chuva...
Podia enumerar uma série de coisas que não posso fazer quando está a chover...
Podia enumerar uma série de coisas que sou obrigada a fazer quando está a chover...
Mas no fundo podia mesmo era deixar de chover!!!
Ok, ok, estamos no tempo dela, faz falta, blá, blá, blá...
Mas não gosto...
NÃO GOSTO DE CHUVA!!! :p

segunda-feira, novembro 19, 2007

PARABÉNS PINCESSA!!!

video

Chegou o meu dia :)



Tive direito a jantar, a bolo de aniversário, a velas, tive direito a rir, a recordar, tive direito a estar com amigos, com pessoas que amo, tive direito a registar o momento, tive direito a presentes lindos que me foram oferecidos com tanto carinho... não poderia ter direito a mais.. porque foi um aniversário perfeito!! Obrigada por terem tornado este dia numa data tão especial...

sábado, novembro 17, 2007

Obrigada...


Ontem também tive direito a uma surpresa, não foi ao virar da esquina, mas o impacto foi o mesmo ou ainda melhor :) Obrigada pelo momento alto do meu dia...

To Be or not to Be.. that´s the question!







Sempre ouvi dizer que o Erro é um vício no processo de formação da vontade, em forma de noção falsa ou imperfeita sobre alguma coisa ou alguma pessoa...


Algumas vezes deparamo-nos com questões existênciais, umas porque elas próprias aparecem, sabe-se lá bem o motivo... outras porque alguém nos faz questão de nos pôr a pensar nelas!! Todos nós em algum ponto da nossa vida olhamos para trás e pensamos que algumas vezes gostariamos de ter o poder para consertar, remediar, ou até, drásticamente falando "deletar" por completo determinados episódios... Não me venham cá com filosofias de que fariam tudo outra vez.. ambos sabemos que não é bem assim...


Aqui a questão é sabermos até que ponto esses mesmo episódios têm impacto, negativo ou não, na vida de terceiros, a ponto até de os conotarmos de pequenos grandes ERROS.


"Ah, desculpa não deveria ter acontecido, foi um erro!!" - frase típica de quem deixou para pensar depois o que deveria ter pensado antes, às vezes do erro surge coisas positivas, outras, o resultado já não é assim tão bom. Chamem-me o que quiserem, provavelmente estou num processo, como dizia hoje o meu horóscopo de transformação de valores.. se calhar até estou mesmo, acho que quase ninguém hoje pensa nos ideiais "primordiais" que constavam nos alicerces da sua personalidade, quando essa se começou a construir e o que era ontem importante hoje já não é por uma data de motivos que para mim não têm qualquer significado.
Acabamos por magoar os outros, mas mais do que isso magoamo-nos a nós, ou aquela imagem de que supostamente tinhamos da pessoa que outrora já fomos... é confuso isto tudo, talvez seja, mas para mim faz muito sentido.
O Erro, só existe se nós permitirmos, porque ninguém tem o poder para mudar a nossa postura, a nossa maneira de estar, mudar os nossos sentimentos a não ser nós próprios.. infelizmente a malta não pensa e só depois da "borrada" estar feita é que se lembram de que tudo não passou de um simples E R R O . . .

... e não, definitivamente não és um erro ;)



quarta-feira, novembro 14, 2007

INSPIRAÇÃO PARA HOJE, by Cecilita

Como manter-se jovem


1. Deite fora os números que não são essenciais. Isto inclui a idade, o peso e a altura.
Deixe que os médicos se preocupem com isso. Afinal, é para isso que lhes paga!.

2. Mantenha só os amigos divertidos. Os depressivos puxam para baixo.
(Lembre-se disto se for um desses depressivos!)





3. Aprenda sempre:
Aprenda mais sobre computadores, artes, jardinagem, o que quer que seja. Não deixe que o cérebro se torne preguiçoso. "Uma mente preguiçosa é trabalho do diabo." E o nome do diabo é Alzheimer!

4. Aprecie as mais pequenas coisas


5. Ria muitas vezes, durante muito tempo e alto. Ria até lhe faltar o ar.
E se tiver um amigo que o faça rir, passe muito e muito tempo com ele / ela!


6. Quando as lágrimas aparecerem Aguente, sofra e ultrapasse.
A única pessoa que fica connosco toda a nossa vida, somos nós próprios. VIVA enquanto estiver vivo.

7. Rodeie-se das coisas que ama:
Quer seja a família, animais, plantas, hobbies, o que quer que seja. O seu lar é o seu refúgio.


8. Tome cuidado com a sua saúde:
Se é boa, mantenha-a. Se é instável, melhore-a. Se não a consegue melhorar, procure ajuda.

9. Não faça viagens de culpa.
Faça uma viagem ao centro comercial, até a um país diferente, mas NÃO para onde estiver a culpa.



10. Diga às pessoas que ama que as ama, a cada oportunidade.


terça-feira, novembro 13, 2007

Meredith

O teste dizia que eu era ela...
A principio não concordei.
A meio também não sei se concordo.
No fim logo se verá...

By the way, you don’t have to pick.................. Not yet!!! ;)

Grey's Anatomy

segunda-feira, novembro 12, 2007

in www.somostodasumasvacas.blogspot.com LINDO!!! :)

"Como as vacas, os bois por certo devem possuir, também, seus dilemas existenciais, “a la Shakespeare”. Só que, ao que consta, se mostra muito mais difícil para eles exterioriza-los, dada a sua “rudeza” masculina enrustida. Nós vacas, ao contrário, verbalizamos tudo, desde nossas crises à fraquezas, e às vezes até de forma exagerada, (vide as vacas verborrágicas da AP), e aí parece que tudo fica mais fácil ... (Só parece, viu, porque ser Vaca, e assumir essa singular condição, não se mostra tão fácil assim !)
Bom mas voltando aos dilemas bovinos masculinos, e aqui falando especialmente de BOIS-COMPROMETIDOS, assim entendido aqueles que possuem um curral institucionalizado, aqueles que possuem namorada bovina pública e notória, que são noivos e afins. Ou seja: Aqueles que já tem sua vaca própria, e/ou vivem/ convivem com uma, a que título seja. Enfim, aqueles que já se encontram vinculados à uma determinada e específica vaca, que não seja por certo a sua progenitora.
Pois bem, em minha singela opinião, acredito que o maior dilema desses caras, em sua especial e singular condição de BOVINOS COMPROMETIDOS, seja resistir à tentação das outras vacas, sempre de plantão, e nas intermediações de seu próprio curral seja ele, de caráter formal ou não.
Como já referido aqui, tanto por mim, quanto pela AP, existem por aí, VACAS às pencas que possuem uma inexplicável fascinação por bois da espécie COMPROMETIDOS, e infelizmente, por constatação da realidade (lembrem-se sempre vivi em rebanhos com predominância de machos), devo dizer, que a massiva maioria dos bois, não mostra grande resistência as delícias do PECADO ORGINAL BOVINO, com ESSAS VACAS ESTRANHAS. Havendo ainda, um sério agravante, e se porventura resistem, devem negar peremptoriamente o fato aos seus próprios colegas de rebanho, sob pena de virem a ser fatalmente confundidos, com os já conhecidos, BOI-PERA, BOI-FRUTA, BOI-VEADO, ou BOI-NÃO MUITO CHEGADO, como queiram chamar.
Dentro da ótica masculina portanto, é sempre melhor ser reconhecido, como um BOI-GALINHA, BOI-GARANHÃO e até mesmo um BOI-INFIEL do que com as espécies supra-referidas.
Vislumbra-se aí, então o grande dilema dos bois-comprometidos na atualidade: RESISTIR ou não RESISTIR às vacas que dão mole no trabalho, aquelas tidas como fáceis, (que todo mundo pasta), aquelas que se insinuam ofensivamente, mesmo sabendo que o cara é comprometido, enfim, aquelas literalmente VACAS, no sentido mais pejorativo que possa existir, e que nós “VACAS NORMAIS”, (certamente, também comprometidas com um determinado boi) estamos a repudiar.
O exemplo na prática do clássico masculino: Dia desses, um amigo bovino querido, apaixonadíssimo, ao que consta, por sua vaca institucional, me confidenciou que em uma viagem de trabalho, fora incitado e quase “obrigado” (é, devo acreditar, que vestiram no cara uma “camisa de força” daquelas para loucos), pelos demais colegas, também em viagem, a irem a um prostíbulo de vacas. Disse ainda, que não sentia a menor necessidade de ir a tal lugar, até porque se satisfazia plenamente com sua vaca formal, mas acabou indo, e justificou tal atitude “irregular”, na singela premissa, de que se não o fosse, seus amigos de rebanho o olhariam com um certo ar de desdém e desconfiança, podendo vir a traçar juízos equivocados sobre a sua masculinidade. E lá foi o cara, ao tal prostíbulo, “apenas” para confraternizar com seus amigos bois, defendendo assim, sob tal estapafúrdio pretexto, sua irreparável e incólume postura de boi-MACHO.
Este certamente ao que consta, deve ser o pretexto mais comum dos bois, a justificar suas “puladas” de cerca, a defesa da honra da sua MASCULINIDADE, mesmo que isso venha a fazer sua vaca companheira sofrer, e ou jogar ladeira abaixo, uma relação legal, que talvez detinha com determinada vaca.
Agora vamos fazer um juízo bovino às avessas, sob o enfoque bovino feminino: Porque será que nós vacas-comprometidas, quando somos copiosamente “cantadas” no trabalho, pelo chefe, colegas, subordinados, vizinhos, conhecidos e afins, não sustentamos nossa FEMINILIDADE aos moldes dos bois, justificando assim, também uma eventual pulada de cerca do curral? Certamente porque nossos bovinos, não suportariam tal argumento, por “n” razões até culturais, mas aí cabe a indagação, e porque nós VACAS, devemos suportar o contrário?
Seria muito mais ético e correto, exercer essa MASCULINIDADE toda, no lugar certo, e com a VACA elegida, e se esta, porventura não der mais no “couro” aí sim partir para as outras VACAS, ás fáceis, as não fáceis, ou as de sua especial preferência!
O dilema Skakesperiano bovino masculino, para mim seria assim de fácil solução: Uma VACA de cada vez, e à seu tempo.
Mas afinal mesmo, para quem os bois precisam provar que são de fato verdadeiros HOMENS? Para nós VACAS, ou para eles mesmos? Será que nascer com “bolas”, já não se mostraria mais do que suficiente? Rs Rs Rs Rs"

segunda-feira, novembro 05, 2007

Friends with benefits

Este mês a revista Happy tem um artigo sobre “Friends with benefits” vulgarmente conhecido na Tugolândia por “amigos coloridos”. Confesso que ainda não entendi muito bem esta designação nem com que paleta se pintam os ditos amigos e muito menos com que cores... Se calhar devia arranjar um!!! Para mim um amigo colorido seria apenas uma questão de raça. Poderia ser um chinês (amarelo), um africano (preto), um índio (vermelho), um albino (branco) que não é bem uma raça e se calhar também não serve como cor, já que o branco é a cor que reflecte todos os raios luminosos, não absorvendo nenhum e por isso aparece como clareza máxima. Portanto, amigo colorido albino não dá, e ainda bem porque confesso que não gosto nada do nome! Mas voltando aos amigos (friends) e deixando o colorido que nem sequer é sinónimo de benefits e tendo como exemplo o dito artigo, fiquei ainda mais baralhada já que no mesmo se falava da última tendência feminina para arranjar “amigos”, ou seja, companhia masculina a troco de uma das roxas, as da arquitectura moderna e que tem um 5 e mais dois 0. Sempre ouvi dizer que “amigos, amigos... negócios à parte” mas... Estou a ficar fora de moda! Primeiro porque não tenho nenhum amigo colorido, nem tenho nenhum amigo albino, nem Albino e pior, nem sequer tenho uma de 500 para providenciar um “à maneira”! Depois há as dúvidas... Será que o dito “benefit” se resume à ‘s word’? É porque se assim não for eu tenho muitos friends e alguns benefits com eles, mas nada que comece com ‘s’, pelo menos por enquanto. Bem, com ou sem benefícios, com ou sem cor, venham os amigos!!! ;)

FDS XL

Depois de um fds XL há sempre alguma ressaca... Eu hoje estou de ressaca!!! Não porque tenha bebido demais, não porque tenha comido demais, aliás, não fiz nada de mais...digo eu!!! Quer dizer, fiz... tive um fds fixolas com direito a programa de gajas, do cabeleireiro à saída nocturna, ida ao veterinário, retirada de pontos, abertura de cicatriz, música nova, porrada no VV, pequeno almoço de madrugada e luz de lampião, sempre a luz do lampião!!! É o que nos resta, como diz a Juju! Depois de tudo isto vem a ressaca e eu hoje estou de ressaca!!! :P

quarta-feira, outubro 31, 2007

Está quase… mas e o ânimo?

Este ano ao contrário do que seria previsto não estou em contagem decrescente para o meu aniversário, não que não continue a achar importante a data e o festejo que ela envolve, mas, porque parece que este ano o ânimo ou a ânsia que seria esperada está a tardar a chegar. Talvez por já não ser uma criança, ou então porque a vida não me tem deixado agir como tal, as coisas começam a perder interesse, e o que era uma euforia e a alegria pelo acontecimento do ano, passa por ser apenas mais um dia... fico triste por pensar assim!
No entanto, não deixaria a data passar despercebida, o jantar de reunião com a “família” é da praxe e vai acontecer, pelo menos tudo indica que sim e esse faço questão que se concretize, quanto ao resto a ver vamos.. mas não me parece que este ano me reserve assim tantas Surpresas… Pistas? Pistas? Pistas? Este ano nem as pistas me conseguem pôr mais feliz... Está quase…mas ânimo, onde andas tu?
"Pudesse Eu"
"Pudesse eu não ter laços nem limites
Ó vida de mil faces transbordantes
Para poder responder aos teus convites
Suspensos na surpresa dos instantes!"

Sophia de Mello Breyner Andreson

terça-feira, outubro 30, 2007

gossip

Quem tem um amigo, tem tudo... Eu como felizmente tenho muitos, posso dizer que tenho de tudo, muito!!!
Amigos são para as ocasiões... São para os tempos bons, os tempos maus, os de mais informações, os de menos informações...
Os amigos servem para nos acompanhar e para nos informar... As informações dos amigos são sempre preciosas... Ah, como é bom ter amigos........... e informações!!!

Cartoons que nos deixam a pensar...




sexta-feira, outubro 26, 2007

Hora de calçar os ténis e partir para Fim de Semana…

Acho que esta semana passou a voar, talvez tenha sido a ansiedade que chegasse sábado rapidamente que deu uma ajudinha! Trabalhei que me fartei, até as minhas preciosas horas de almoço, passei sentadinha a trabalhar, foi só validar, validar, validar (private jocke) ;)
O que interessa é que hoje é Sexta-feira, tempo de “calçar os ténis” e desfrutar dos míseros dois dias que temos para desanuviar e carregar baterias. Meus Amigos Bom Fim de Semana!!!

P.S: Não se esqueçam de passar no site www.optimus.pt , durante 5 dias, das 17:00 às 22:00 podem comprar telemóveis a 5,00€, de quê que estão à espera??

quarta-feira, outubro 24, 2007

De mim para mim

video

Big girls...

...estão de novo na moda. A Fergie diz que elas(ou as outras) não choram... O Mika diz que são lindas!!! Eu cá vou pelo libanês e puxo pela brasa p’ra minha sardinha... A Dove também já tinha proporcionado uns belos anúncios que, pelos vistos, serviram de inspiração para a agência Salles Chemistri de São Paulo... ou não!!! Pelos vistos, a campanha para linha de iogurtes Fit Light, onde se aconselha as mulheres de que os gostos dos homens não mudam e que portanto têm que emagrecer, tem gerado muita controvérsia e não tem sido nada simpática para os “idiotas” da dita campanha. É que, lançar este tipo de publicidade numa altura em que se vai gerando um movimento anti-estereótipo de beleza feminina centrada no ideal de top model, vindo de um país onde recentemente se registaram mortes mediáticas devido à anorexia, foi tudo menos prudente tendo em conta a reputação da marca. O burburinho em torno da campanha tem sido muito, infelizmente não do tipo que qualquer director de marketing gosta de ouvir. Para a próxima convém avaliar se vale a pena assumir uma postura agressiva sobre um tema que tem gerado controvérsia e cujas simpatias sociais se encontram no oposto das que pretendemos defender. Se não forem as sociais, são pelo menos as minhas!!! eheheh





quarta-feira, outubro 10, 2007

Para que não haja dúvidas

A pedido de várias familias, nomeadamente a minha, venho rectificar a terra natal do meu avozinho, um tesourinho nada deprimente como o dos Gatos mas que na realidade não nasceu na Meda, mas sim nos ditos... os Gatos! Não os fedorentos, mas os do Outeiro...

A freguesia de Outeiro de Gatos integra o concelho da Meda e fica a três Kms da sede do concelho. É uma localidade de agradável aspecto, de campos verdejantes, cobertos de vinhas, olivais e amendoais. É atravessada pela Estrada Municipal 601, que, partindo da Meda e passando por esta ridente freguesia, se encaminha para o Aveloso, um pouco ao longo da Ribeira Teja, e depois se encaminha para a Prova, daí fazendo ligação com terras dos concelhos de Trancoso e Sernancelhe. O lugar da Ariola é uma anexa desta freguesia.
Outeiro de Gatos fazia parte do termo do antigo concelho de Casteição e a sua história, tal como a do lugar dos Chãos, está intimamente relacionada com a sede daquele concelho extinto pela Reforma Setembrista, em 6 de Novembro de 1836.
Em 1527, o censo régio da população registava 6 moradores na "quinta de Outeiro de Gatos".
D. Joaquim de Azevedo, na História Eclesiástica da Cidade e Bispado de Lamego, fidalgo capelão da Casa Real e abade de Cedovim, nos finais do Século XVIII e princípios do Século XIX, assim descreve Outeiro de Gatos: "... no termo de Casteição, dista de Lamego 10 léguas, de Lisboa 59; curato de Nossa Senhora da Graça, que renderá 60$00 réis, apresentado pelo Abade de Casteição; tem capelas de S. Sebastião, Nossa Senhora do Desterro, na quinta de Enxameia; Nossa Senhora do Amparo, na quinta do Desembargador Caetano Saraiva; há nesta freguesia um grande campo do concelho, chamado Tecedeira, que os lavradores por devoção fabricam para o culto divino, e do que produziu um ano se fizeram os dois pequenos, mas bons sinos da igreja; produz a terra muitos gados, castanhas e pão; tem 168 fogos, almas 401."
No final do Século XVII, Outeiro de Gatos estava integrado no concelho de Ranhados, juntamente com a Areola, e a sua população conjunta atingia então os números de 85 fogos e 340 almas, que se elevaram bastante à entrada de 1900, pois, nesse ano, registava o conjunto de Outeiro de Gatos e Areola 193 fogos e 705 almas. Em 1960 a localidade de Outeiro de Gatos contava 398 habitantes, e 318 habitantes 20 anos depois, tendo perdido 15% em duas décadas.
A cultura de cereais, a produção de seda e o pastoreio do gado fizeram prosperar as gentes desta freguesia entre os séculos XVI e XVIII. Em breve a cultura vinícola foi ocupando terras que dantes produziam cereal, aumentando o rendimento dos habitantes. Algumas habitações existentes na localidade mostram o crescimento económico que então se verificou; a Casa dos Pessanhas é um belo exemplar, mas outras casas aqui se encontram, de abastados lavradores.
É do final do Século XVIII a construção da Igreja Matriz, de notória traça barroca. Também nesse período teve vida florescente um convento, de que há ainda alguns vestígios.
O vinho de Outeiro de Gatos tem características peculiares, sendo conhecido como um vinho perfumado. José Augusto Abrunhosa Tavares, um dos ilustres filhos desta localidade, referiu tal característica na sua obra "Um jogo da barra às portas de Almeida", um trabalho notável por quanto nele se consigna de interesse histórico e etnográfico acerca desta região. Referência especial para um outro seu natural, cultor das letras, o Dr. Alfredo Cabral, que dirigiu o jornal "O Educador", foi dirigente superior do Ministério da Educação em Lisboa e publicou alguns livros de poesia, utilizando admiravelmente a redondilha popular.
População: 416 Habitantes
Distância à sede de Concelho : 4 Kms
Área : 1.297 Ha
Orago : srª da Graça
Anexas : Areola, Enxameia

Descoberto em Mêda tesouro romano do século IV

Um tesouro monetário romano do século IV d. C., com 4.526 moedas, foi encontrado no sítio arqueológico do Vale do Mouro, Coriscada, concelho de Mêda, disse hoje à Agência Lusa o arqueólogo responsável pelas escavações.
Segundo o arqueólogo António Sá Coixão, as moedas de cobre e bronze estavam escondidas numa parede, «juntamente com objectos de ferro, provavelmente na casa que teria pertencido a um ferreiro».
O achado foi descoberto na quinta-feira passada, no último dia da campanha das escavações arqueológicas que estavam a decorrer no local desde Julho, adiantou.
«Estava no local com dois homens, já a elaborar os desenhos finais, mas mandei fazer uma sondagem», contou António Sá Coixão à Lusa.
«Os homens começaram a abrir uma vala e um deles chamou-me a atenção dizendo que estavam lá umas paredes e foi nessa ocasião que encontrámos as moedas escondidas», recordou.
O espólio estava «dentro de um saco de serapilheira, o que é uma coisa para o inédito», acrescentou.
Referiu que quem escondeu o «tesouro» executou «um alinhamento de pedras, colocou as moedas no interior de um saco de serapilheira, deitou uma camada de terra e, por cima, disfarçou com ferragens diversas (uma foice, uma picareta, argolas para lareira, duas chaves, etc.) e mais terra, para as pessoas pensarem que era uma tulha de ferreiro».
«Ou seja - admite o arqueólogo -, o dono das moedas enterrou-as no local, mas depois terá morrido e já não as desenterrou, tendo elas permanecido escondidas até agora».
António Sá Coixão mostra-se surpreendido com o achado, constituído por um número «invulgar» de moedas, relatando que já tinha encontrado outro «tesouro monetário» de menor grandeza, composto por 414 moedas, durante prospecções realizadas em Freixo de Numão, concelho de Vila Nova de Foz Côa.
Todavia, observou, que «os tesouros romanos são encontrados nos sítios mais esquisitos».
Segundo o responsável, o espólio tem «um valor muito grande», tendo em conta a futura musealização do sítio arqueológico e a criação de um museu onde todo o material ali encontrado será mostrado aos visitantes.
As 4.526 moedas «não podem ficar por aqui, têm que ser rapidamente inventariadas», aponta o arqueólogo, adiantando que serão contactados especialistas que as irão estudar, limpar e inventariar, como aconteceu com o achado de Freixo de Numão.
«Não podem ficar fechadas num cofre, têm que ser preservadas», defendeu, acrescentando que «as moedas de bronze conservam-se melhor, mas as de cobre estão muito deterioradas».
O arqueólogo recordou que no mesmo local, nas campanhas arqueológicas de 2006 e 2007, foram encontradas diversas áreas revestidas com mosaico policromado idêntico ao de Conímbriga, o que revela a importância do sítio romano.
«Estamos perante uma vila de dimensões muito grandes. Já escavámos muito, mas ainda estamos muito além daquilo que é o vicus [aldeia] ou vila romana», declarou.
«Encontrámos um conjunto enorme de achados que não é comum», salientou o especialista, referindo que foram descobertas diversas estruturas, divisões, lojas, fornos, lagares e lagaretas.
Na campanha arqueológica deste ano participaram cerca de 50 arqueólogos, técnicos e alunos de arqueologia de Universidades do Porto, Polónia, Sérvia, Jugoslávia, Itália e Espanha, adiantou.
Segundo o mesmo responsável, as escavações no sítio do Vale do Mouro serão retomadas em Julho de 2008, no âmbito de um projecto apoiado pelo Instituto Português de Arqueologia, Câmara Municipal de Mêda, Junta de Freguesia e Centro Sócio-Cultural da Coriscada.

Para mim, o único tesourinho que de lá saiu foi mesmo o meu avô!!! :)

jogo do dia


Descubra as diferenças!!!

Hoje...

...descobri que sou muito fashion e que mesmo com um dedo partido não deixo de estar na moda!!! Tudo isto porque ouvi na minha rádio que "Chinelos de quarto são o ultimo grito na Nova Zelândia! Nas escolas de Aukland, o pessoal vai para escola de chinelos de quarto! Tudo porque viram o Snoop Doggy Dog a sair de um evento de chinelos. Resumindo, virou moda! Toda a gente … anda de Chinelos!"
Portugal já tem 3 seguidores, o André, a Joana e EU!!! Finííííííssimos!!! :P

"Ladrão alemão queria assaltar consultório médico mas acabou por entrar numa esquadra da polícia

Um ladrão alemão foi vítima da sua falta de sentido de orientação, quando tentava assaltar um consultório médico da cidade de Ludwigshafen, no sudoeste do país. Em vez de entrar no edifício que tinha como alvo, invadiu uma esquadra policial.
Segundo conta o jornal Spiegel, o homem, de 41 anos, tinha um plano bem delineado, que supunha entrar na clínica pelo tecto.
O homem decidiu por isso escalar pela noite uma parede do prédio, pensando que esse seria o caminho mais eficaz para chegar ao local do saque.
Porém, já depois de estar no cimo do edifício viu uma janela, em que decidiu entrar, convicto que estaria já no consultório. Mas em vez de se deparar com instrumentos médicos, soou um alarme denunciador. Estava numa sala de interrogatórios da polícia.
O homem ainda tentou a fugir, mas os agentes cercaram rapidamente o edifício e o desorientado assaltante acabou por se entregar.”

As vezes sou um bocado assim... Sentido de orientação definitivamente não é comigo, no entanto tenho tentado melhorar esta lacuna que me parece perseguir há já alguns anos...


Have to stay focus :)

terça-feira, outubro 09, 2007

message in a bottle

O problema das mensagens subliminares não é só a interpretação, é principalmente o risco desta se perder no mar!!!









Não, não fui vítima mas também não vou ser causa...

porque o tema tem muito que se lhe diga

Mitos sobre adultério:

"Ter um caso pode reacender o casamento."
Não é verdade. Se o casamento já anda mal, pode ser o empurrão que falta para acabar de vez. A traição pode até reacender o ânimo de um dos parceiros (o traidor, óbvio), mas pode destruir o do outro.

"Trair é normal."
Não é. Muitas pessoas acreditam que, pelo fato de se estar vivendo mais, é melhor casar várias vezes. Contudo, o mais importante é ter uma relação que garanta felicidade, conforto e protecção. E um caso extraconjugal proporciona exactamente o contrário.

"Trair é da natureza humana."
Há muitos estudos que tentam provar a tese de que mamíferos, ovíparos e até insectos são infiéis por natureza. Mas não existe comprovação científica.

"Homens traem mais do que as mulheres."
É uma das únicas verdades absolutas no que diz respeito à infidelidade. Nos últimos tempos, no entanto, chama a atenção o percentual de mulheres infiéis.

"Só casamentos em crise estão sujeitos ao adultério."
Não. Acontece também em relações muito bem sucedidas. Parece que é quase impossível manter um relacionamento perfeito o tempo todo, os casos costumam ocorrer em momentos piores.

"Eu tenho culpa por ter sido traído(a)."
Claro que não. O parceiro tem outros caminhos para resolver problemas no casamento. Mas é importante prestar atenção em seu comportamento e no da pessoa amada. Em que momento vocês permitiram que o casamento mudasse de rumo?

segunda-feira, outubro 08, 2007

Porque mijamos fora do penico

"Nos últimos tempos, uma série de explicações biológicas tem aparecido para justificar a infidelidade. Um livro recém lançado nos Estados Unidos defende a tese de que a traição, seja entre humanos, pássaros e até pulgas, é regra. Na natureza, a monogamia é rara. O Mito da Monogamia: Fidelidade e Infidelidade em Animais e Humanos, escrito pelo zoólogo e psicólogo David P. Barash e pela psiquiatra Judith Eve Lipton, diz que até mesmo os cisnes são infiéis.
Outra tese polémica é a do médico Stephen Emlen, da Universidade Cornell. Emlen afirma que nove entre dez mamíferos são infiéis. "A verdadeira monogamia é muito rara", diz. Segundo ele, há dois tipos de monogamia: a genética e a social. No primeiro caso, a fidelidade é uma excepção. Segundo Emlen, apenas uma espécie de macaco é fiel. No caso da monogamia social, o casal está junto com um objectivo definido: criar os filhos. É uma decisão deliberada dos parceiros. Especialistas acreditam que a fidelidade se mantém graças ao mito de que espécies cujas proles foram criadas por pais casados vivem melhor. Seria uma justificativa da monogamia humana.
O professor Tim Spector, investigador do Hospital St. Thomas's em Londres, estudou duplas de mulheres gémeas e afirma que se uma delas tivesse um histórico de infidelidade, as chances de a irmã apresentar o mesmo comportamento seriam de 55%, maior do que a média de mulheres que traem seus parceiros que é de 23%. Ele também relata que a infidelidade não é somente regulada pelos genes, mas também é influenciada pelo comportamento social: como desejo de aventura ou outras necessidades relacionadas com a personalidade.
Outro estudo científico publicado pela revista britânica “Nature”, afirma que alterando-se um único gene pode-se regular o comportamento notoriamente promíscuo de roedores em companheiros fiéis e monogâmicos.
O gene controla a produção da proteína receptor de vasopressina, presente naturalmente em maior quantidade em um tipo semelhante de roedor (Microtus ochrogaster), que é monogâmico. A proteína regula comportamento social e a formação de pares. A concentração maior é localizada em uma região frontal do cérebro envolvida na sensação de recompensa e no desenvolvimento de compulsões.
Não sabemos porém se no ser humano também funciona assim, pois o comportamento sexual e sentimental humano é moldado pela interacção entre complexos factores ambientais e culturais com não apenas um, mas possivelmente diversos genes."

Boa desculpa, não?!?!