quarta-feira, outubro 31, 2007

Está quase… mas e o ânimo?

Este ano ao contrário do que seria previsto não estou em contagem decrescente para o meu aniversário, não que não continue a achar importante a data e o festejo que ela envolve, mas, porque parece que este ano o ânimo ou a ânsia que seria esperada está a tardar a chegar. Talvez por já não ser uma criança, ou então porque a vida não me tem deixado agir como tal, as coisas começam a perder interesse, e o que era uma euforia e a alegria pelo acontecimento do ano, passa por ser apenas mais um dia... fico triste por pensar assim!
No entanto, não deixaria a data passar despercebida, o jantar de reunião com a “família” é da praxe e vai acontecer, pelo menos tudo indica que sim e esse faço questão que se concretize, quanto ao resto a ver vamos.. mas não me parece que este ano me reserve assim tantas Surpresas… Pistas? Pistas? Pistas? Este ano nem as pistas me conseguem pôr mais feliz... Está quase…mas ânimo, onde andas tu?
"Pudesse Eu"
"Pudesse eu não ter laços nem limites
Ó vida de mil faces transbordantes
Para poder responder aos teus convites
Suspensos na surpresa dos instantes!"

Sophia de Mello Breyner Andreson

terça-feira, outubro 30, 2007

gossip

Quem tem um amigo, tem tudo... Eu como felizmente tenho muitos, posso dizer que tenho de tudo, muito!!!
Amigos são para as ocasiões... São para os tempos bons, os tempos maus, os de mais informações, os de menos informações...
Os amigos servem para nos acompanhar e para nos informar... As informações dos amigos são sempre preciosas... Ah, como é bom ter amigos........... e informações!!!

Cartoons que nos deixam a pensar...




sexta-feira, outubro 26, 2007

Hora de calçar os ténis e partir para Fim de Semana…

Acho que esta semana passou a voar, talvez tenha sido a ansiedade que chegasse sábado rapidamente que deu uma ajudinha! Trabalhei que me fartei, até as minhas preciosas horas de almoço, passei sentadinha a trabalhar, foi só validar, validar, validar (private jocke) ;)
O que interessa é que hoje é Sexta-feira, tempo de “calçar os ténis” e desfrutar dos míseros dois dias que temos para desanuviar e carregar baterias. Meus Amigos Bom Fim de Semana!!!

P.S: Não se esqueçam de passar no site www.optimus.pt , durante 5 dias, das 17:00 às 22:00 podem comprar telemóveis a 5,00€, de quê que estão à espera??

quarta-feira, outubro 24, 2007

De mim para mim

video

Big girls...

...estão de novo na moda. A Fergie diz que elas(ou as outras) não choram... O Mika diz que são lindas!!! Eu cá vou pelo libanês e puxo pela brasa p’ra minha sardinha... A Dove também já tinha proporcionado uns belos anúncios que, pelos vistos, serviram de inspiração para a agência Salles Chemistri de São Paulo... ou não!!! Pelos vistos, a campanha para linha de iogurtes Fit Light, onde se aconselha as mulheres de que os gostos dos homens não mudam e que portanto têm que emagrecer, tem gerado muita controvérsia e não tem sido nada simpática para os “idiotas” da dita campanha. É que, lançar este tipo de publicidade numa altura em que se vai gerando um movimento anti-estereótipo de beleza feminina centrada no ideal de top model, vindo de um país onde recentemente se registaram mortes mediáticas devido à anorexia, foi tudo menos prudente tendo em conta a reputação da marca. O burburinho em torno da campanha tem sido muito, infelizmente não do tipo que qualquer director de marketing gosta de ouvir. Para a próxima convém avaliar se vale a pena assumir uma postura agressiva sobre um tema que tem gerado controvérsia e cujas simpatias sociais se encontram no oposto das que pretendemos defender. Se não forem as sociais, são pelo menos as minhas!!! eheheh





quarta-feira, outubro 10, 2007

Para que não haja dúvidas

A pedido de várias familias, nomeadamente a minha, venho rectificar a terra natal do meu avozinho, um tesourinho nada deprimente como o dos Gatos mas que na realidade não nasceu na Meda, mas sim nos ditos... os Gatos! Não os fedorentos, mas os do Outeiro...

A freguesia de Outeiro de Gatos integra o concelho da Meda e fica a três Kms da sede do concelho. É uma localidade de agradável aspecto, de campos verdejantes, cobertos de vinhas, olivais e amendoais. É atravessada pela Estrada Municipal 601, que, partindo da Meda e passando por esta ridente freguesia, se encaminha para o Aveloso, um pouco ao longo da Ribeira Teja, e depois se encaminha para a Prova, daí fazendo ligação com terras dos concelhos de Trancoso e Sernancelhe. O lugar da Ariola é uma anexa desta freguesia.
Outeiro de Gatos fazia parte do termo do antigo concelho de Casteição e a sua história, tal como a do lugar dos Chãos, está intimamente relacionada com a sede daquele concelho extinto pela Reforma Setembrista, em 6 de Novembro de 1836.
Em 1527, o censo régio da população registava 6 moradores na "quinta de Outeiro de Gatos".
D. Joaquim de Azevedo, na História Eclesiástica da Cidade e Bispado de Lamego, fidalgo capelão da Casa Real e abade de Cedovim, nos finais do Século XVIII e princípios do Século XIX, assim descreve Outeiro de Gatos: "... no termo de Casteição, dista de Lamego 10 léguas, de Lisboa 59; curato de Nossa Senhora da Graça, que renderá 60$00 réis, apresentado pelo Abade de Casteição; tem capelas de S. Sebastião, Nossa Senhora do Desterro, na quinta de Enxameia; Nossa Senhora do Amparo, na quinta do Desembargador Caetano Saraiva; há nesta freguesia um grande campo do concelho, chamado Tecedeira, que os lavradores por devoção fabricam para o culto divino, e do que produziu um ano se fizeram os dois pequenos, mas bons sinos da igreja; produz a terra muitos gados, castanhas e pão; tem 168 fogos, almas 401."
No final do Século XVII, Outeiro de Gatos estava integrado no concelho de Ranhados, juntamente com a Areola, e a sua população conjunta atingia então os números de 85 fogos e 340 almas, que se elevaram bastante à entrada de 1900, pois, nesse ano, registava o conjunto de Outeiro de Gatos e Areola 193 fogos e 705 almas. Em 1960 a localidade de Outeiro de Gatos contava 398 habitantes, e 318 habitantes 20 anos depois, tendo perdido 15% em duas décadas.
A cultura de cereais, a produção de seda e o pastoreio do gado fizeram prosperar as gentes desta freguesia entre os séculos XVI e XVIII. Em breve a cultura vinícola foi ocupando terras que dantes produziam cereal, aumentando o rendimento dos habitantes. Algumas habitações existentes na localidade mostram o crescimento económico que então se verificou; a Casa dos Pessanhas é um belo exemplar, mas outras casas aqui se encontram, de abastados lavradores.
É do final do Século XVIII a construção da Igreja Matriz, de notória traça barroca. Também nesse período teve vida florescente um convento, de que há ainda alguns vestígios.
O vinho de Outeiro de Gatos tem características peculiares, sendo conhecido como um vinho perfumado. José Augusto Abrunhosa Tavares, um dos ilustres filhos desta localidade, referiu tal característica na sua obra "Um jogo da barra às portas de Almeida", um trabalho notável por quanto nele se consigna de interesse histórico e etnográfico acerca desta região. Referência especial para um outro seu natural, cultor das letras, o Dr. Alfredo Cabral, que dirigiu o jornal "O Educador", foi dirigente superior do Ministério da Educação em Lisboa e publicou alguns livros de poesia, utilizando admiravelmente a redondilha popular.
População: 416 Habitantes
Distância à sede de Concelho : 4 Kms
Área : 1.297 Ha
Orago : srª da Graça
Anexas : Areola, Enxameia

Descoberto em Mêda tesouro romano do século IV

Um tesouro monetário romano do século IV d. C., com 4.526 moedas, foi encontrado no sítio arqueológico do Vale do Mouro, Coriscada, concelho de Mêda, disse hoje à Agência Lusa o arqueólogo responsável pelas escavações.
Segundo o arqueólogo António Sá Coixão, as moedas de cobre e bronze estavam escondidas numa parede, «juntamente com objectos de ferro, provavelmente na casa que teria pertencido a um ferreiro».
O achado foi descoberto na quinta-feira passada, no último dia da campanha das escavações arqueológicas que estavam a decorrer no local desde Julho, adiantou.
«Estava no local com dois homens, já a elaborar os desenhos finais, mas mandei fazer uma sondagem», contou António Sá Coixão à Lusa.
«Os homens começaram a abrir uma vala e um deles chamou-me a atenção dizendo que estavam lá umas paredes e foi nessa ocasião que encontrámos as moedas escondidas», recordou.
O espólio estava «dentro de um saco de serapilheira, o que é uma coisa para o inédito», acrescentou.
Referiu que quem escondeu o «tesouro» executou «um alinhamento de pedras, colocou as moedas no interior de um saco de serapilheira, deitou uma camada de terra e, por cima, disfarçou com ferragens diversas (uma foice, uma picareta, argolas para lareira, duas chaves, etc.) e mais terra, para as pessoas pensarem que era uma tulha de ferreiro».
«Ou seja - admite o arqueólogo -, o dono das moedas enterrou-as no local, mas depois terá morrido e já não as desenterrou, tendo elas permanecido escondidas até agora».
António Sá Coixão mostra-se surpreendido com o achado, constituído por um número «invulgar» de moedas, relatando que já tinha encontrado outro «tesouro monetário» de menor grandeza, composto por 414 moedas, durante prospecções realizadas em Freixo de Numão, concelho de Vila Nova de Foz Côa.
Todavia, observou, que «os tesouros romanos são encontrados nos sítios mais esquisitos».
Segundo o responsável, o espólio tem «um valor muito grande», tendo em conta a futura musealização do sítio arqueológico e a criação de um museu onde todo o material ali encontrado será mostrado aos visitantes.
As 4.526 moedas «não podem ficar por aqui, têm que ser rapidamente inventariadas», aponta o arqueólogo, adiantando que serão contactados especialistas que as irão estudar, limpar e inventariar, como aconteceu com o achado de Freixo de Numão.
«Não podem ficar fechadas num cofre, têm que ser preservadas», defendeu, acrescentando que «as moedas de bronze conservam-se melhor, mas as de cobre estão muito deterioradas».
O arqueólogo recordou que no mesmo local, nas campanhas arqueológicas de 2006 e 2007, foram encontradas diversas áreas revestidas com mosaico policromado idêntico ao de Conímbriga, o que revela a importância do sítio romano.
«Estamos perante uma vila de dimensões muito grandes. Já escavámos muito, mas ainda estamos muito além daquilo que é o vicus [aldeia] ou vila romana», declarou.
«Encontrámos um conjunto enorme de achados que não é comum», salientou o especialista, referindo que foram descobertas diversas estruturas, divisões, lojas, fornos, lagares e lagaretas.
Na campanha arqueológica deste ano participaram cerca de 50 arqueólogos, técnicos e alunos de arqueologia de Universidades do Porto, Polónia, Sérvia, Jugoslávia, Itália e Espanha, adiantou.
Segundo o mesmo responsável, as escavações no sítio do Vale do Mouro serão retomadas em Julho de 2008, no âmbito de um projecto apoiado pelo Instituto Português de Arqueologia, Câmara Municipal de Mêda, Junta de Freguesia e Centro Sócio-Cultural da Coriscada.

Para mim, o único tesourinho que de lá saiu foi mesmo o meu avô!!! :)

jogo do dia


Descubra as diferenças!!!

Hoje...

...descobri que sou muito fashion e que mesmo com um dedo partido não deixo de estar na moda!!! Tudo isto porque ouvi na minha rádio que "Chinelos de quarto são o ultimo grito na Nova Zelândia! Nas escolas de Aukland, o pessoal vai para escola de chinelos de quarto! Tudo porque viram o Snoop Doggy Dog a sair de um evento de chinelos. Resumindo, virou moda! Toda a gente … anda de Chinelos!"
Portugal já tem 3 seguidores, o André, a Joana e EU!!! Finííííííssimos!!! :P

"Ladrão alemão queria assaltar consultório médico mas acabou por entrar numa esquadra da polícia

Um ladrão alemão foi vítima da sua falta de sentido de orientação, quando tentava assaltar um consultório médico da cidade de Ludwigshafen, no sudoeste do país. Em vez de entrar no edifício que tinha como alvo, invadiu uma esquadra policial.
Segundo conta o jornal Spiegel, o homem, de 41 anos, tinha um plano bem delineado, que supunha entrar na clínica pelo tecto.
O homem decidiu por isso escalar pela noite uma parede do prédio, pensando que esse seria o caminho mais eficaz para chegar ao local do saque.
Porém, já depois de estar no cimo do edifício viu uma janela, em que decidiu entrar, convicto que estaria já no consultório. Mas em vez de se deparar com instrumentos médicos, soou um alarme denunciador. Estava numa sala de interrogatórios da polícia.
O homem ainda tentou a fugir, mas os agentes cercaram rapidamente o edifício e o desorientado assaltante acabou por se entregar.”

As vezes sou um bocado assim... Sentido de orientação definitivamente não é comigo, no entanto tenho tentado melhorar esta lacuna que me parece perseguir há já alguns anos...


Have to stay focus :)

terça-feira, outubro 09, 2007

message in a bottle

O problema das mensagens subliminares não é só a interpretação, é principalmente o risco desta se perder no mar!!!









Não, não fui vítima mas também não vou ser causa...

porque o tema tem muito que se lhe diga

Mitos sobre adultério:

"Ter um caso pode reacender o casamento."
Não é verdade. Se o casamento já anda mal, pode ser o empurrão que falta para acabar de vez. A traição pode até reacender o ânimo de um dos parceiros (o traidor, óbvio), mas pode destruir o do outro.

"Trair é normal."
Não é. Muitas pessoas acreditam que, pelo fato de se estar vivendo mais, é melhor casar várias vezes. Contudo, o mais importante é ter uma relação que garanta felicidade, conforto e protecção. E um caso extraconjugal proporciona exactamente o contrário.

"Trair é da natureza humana."
Há muitos estudos que tentam provar a tese de que mamíferos, ovíparos e até insectos são infiéis por natureza. Mas não existe comprovação científica.

"Homens traem mais do que as mulheres."
É uma das únicas verdades absolutas no que diz respeito à infidelidade. Nos últimos tempos, no entanto, chama a atenção o percentual de mulheres infiéis.

"Só casamentos em crise estão sujeitos ao adultério."
Não. Acontece também em relações muito bem sucedidas. Parece que é quase impossível manter um relacionamento perfeito o tempo todo, os casos costumam ocorrer em momentos piores.

"Eu tenho culpa por ter sido traído(a)."
Claro que não. O parceiro tem outros caminhos para resolver problemas no casamento. Mas é importante prestar atenção em seu comportamento e no da pessoa amada. Em que momento vocês permitiram que o casamento mudasse de rumo?

segunda-feira, outubro 08, 2007

Porque mijamos fora do penico

"Nos últimos tempos, uma série de explicações biológicas tem aparecido para justificar a infidelidade. Um livro recém lançado nos Estados Unidos defende a tese de que a traição, seja entre humanos, pássaros e até pulgas, é regra. Na natureza, a monogamia é rara. O Mito da Monogamia: Fidelidade e Infidelidade em Animais e Humanos, escrito pelo zoólogo e psicólogo David P. Barash e pela psiquiatra Judith Eve Lipton, diz que até mesmo os cisnes são infiéis.
Outra tese polémica é a do médico Stephen Emlen, da Universidade Cornell. Emlen afirma que nove entre dez mamíferos são infiéis. "A verdadeira monogamia é muito rara", diz. Segundo ele, há dois tipos de monogamia: a genética e a social. No primeiro caso, a fidelidade é uma excepção. Segundo Emlen, apenas uma espécie de macaco é fiel. No caso da monogamia social, o casal está junto com um objectivo definido: criar os filhos. É uma decisão deliberada dos parceiros. Especialistas acreditam que a fidelidade se mantém graças ao mito de que espécies cujas proles foram criadas por pais casados vivem melhor. Seria uma justificativa da monogamia humana.
O professor Tim Spector, investigador do Hospital St. Thomas's em Londres, estudou duplas de mulheres gémeas e afirma que se uma delas tivesse um histórico de infidelidade, as chances de a irmã apresentar o mesmo comportamento seriam de 55%, maior do que a média de mulheres que traem seus parceiros que é de 23%. Ele também relata que a infidelidade não é somente regulada pelos genes, mas também é influenciada pelo comportamento social: como desejo de aventura ou outras necessidades relacionadas com a personalidade.
Outro estudo científico publicado pela revista britânica “Nature”, afirma que alterando-se um único gene pode-se regular o comportamento notoriamente promíscuo de roedores em companheiros fiéis e monogâmicos.
O gene controla a produção da proteína receptor de vasopressina, presente naturalmente em maior quantidade em um tipo semelhante de roedor (Microtus ochrogaster), que é monogâmico. A proteína regula comportamento social e a formação de pares. A concentração maior é localizada em uma região frontal do cérebro envolvida na sensação de recompensa e no desenvolvimento de compulsões.
Não sabemos porém se no ser humano também funciona assim, pois o comportamento sexual e sentimental humano é moldado pela interacção entre complexos factores ambientais e culturais com não apenas um, mas possivelmente diversos genes."

Boa desculpa, não?!?!

Foi um destes...


"Nunca falta um chinelo velho para um pé manco"

Tem sido uma semana atribulada...
Segunda-feira passada, por causa da chuva, no meio do pátio, espalhei-me ao comprido!!! Não parti nada mas a promessa ficou...
Passei alguns trabalhos para conseguir ter net em casa e trocar o Sapo pela Clix, com direito a Sport TV para o pai. Custou mas ficou a promessa e a concretização, apesar das falhas e dos picos de rede...
A Lara, como filha pequena que se preze, tem dado trabalho...e que trabalho! Acho que vou desistir do ginásio porque depois das corridas matinais e das brincadeiras nocturnas, o exercício diário fica completo. Para além disso 3 de hidroginástica e 2 de pilates devem dar qualquer coisa tipo 1 saco de ração!!!
O auge da semana foi no sábado quando, num momento básico de lazer o sofá resolveu deslocar-se até ao meu pé e partir-me o dedo do meio. Se fosse na mão imediatamente faria o belo do gesto ao causador da saída involuntária de certo vocabulário menos próprio de uma donzela, devido ao acumular de dor aguda e bota aguda nisso!!! Quando achei que o dito dedo apontava para Este enquanto os coleguinhas se mantinham fiel ao Norte, resolvi rumar ao hospital onde pude confirmar o diagnóstico: PARTI O DEDO DO PÉ!!! Foram 4 horas de espera para 3 semanas de recuperação, a correr bem... Perdi, um jantar, uma ida ao Twins, uma noite de borga e ganhei coragem para desistir definitivamente de tentar aceder aos serviços de saúde públicos que nos fazem sentir cidadãos de um país de 3º mundo, sem condições nem direitos humanos.
Haja saudínha.......... e seguro de saúde!!!

Who am I at Grey’s Anatomy?

You're Izzie Stevens!
You love to have fun and are the life of the party! You like to meet new people and just go crazy! You're a good friend and always know what to say.

Take this quiz!