terça-feira, julho 29, 2008

era uma vez na clínica...


Há sempre uma primeira vez e ontem foi a minha. Se estivesse no Vice aposto que tinha direito a diploma e a poder confessar ao microfone que já não sou virgem... Pois é, pela primeira vez nos meus 30 anos de existência e outros tantos de análises ao sangue, com ou sem mão da mãe para apertar, quase me deu o badagaio quando fui tirar sangue. De um moreninho saudável passei apara um branco pálido enquanto a enfermeira procurava a 1ª veia bailarina que insistia em fugir da agulha. Ganda aparato, eu deitada de pernas para o ar na bela da marquesa com a enfermeira sem saber mais o que me fazer e a pensar que eu estava nervosa ou qualquer coisa assim. Cerca de 2 minutos e uma cor mais rosada depois quis voltar à vidinha e à agulha mas qual quê, fiquei deitadinha, tiraram-me o sangue nesses preparos e não me queriam deixar ir embora. Aleguei uma fome descomunal e lá me deixaram ir, meia hora depois. Foi bonito!!! Pra não variar fiquei com uma marca em cada braço, a la viciada. Ainda bem que já passaram as negras radicais. Haja saudinha!!!

3 comentários:

Não Sou... disse...

Se precisares eu estou cá para te ajudar Aninha... :-)
Beijos

liamaral disse...

Coitadinha da minha menina!! Não dão sossego aos bracinhos dela!!
:) Beijinho

Aninha disse...

Eu sabia que vocês não me iam falhar!!!
Vamos lá ver se me safo do fds sem mais negras...
Ramboooooiiiiiaaaaaa!!! :)))