quinta-feira, julho 23, 2009

Ser feliz ou ter razão


"Oito da noite, numa avenida movimentada. O casal já está atrasado para jantar na casa de uns amigos. O endereço é novo, bem como o caminho que ela consultou no mapa antes de sair. Ele conduz o carro. Ela orienta e pede para que vire, na próxima rua, à esquerda. Ele tem certeza de que é à direita. Discutem. Percebendo que além de atrasados, poderão ficar mal-humorados, ela deixa que ele decida. Ele vira à direita e percebe, então, que estava errado. Embora com dificuldade, admite que insistiu no caminho errado, enquanto faz o retorno. Ela sorri e diz que não há nenhum problema se chegarem alguns minutos atrasados. Mas ele ainda quer saber:
- Se tinhas tanta certeza de que eu estava indo pelo caminho errado,devias ter insistido um pouco mais...
E ela diz:
- Entre ter razão e ser feliz, prefiro ser feliz. Estávamos à beira de uma discussão, se eu insistisse mais, teríamos estragado a noite!

MORAL DA HISTÓRIA:
Esta pequena história foi contada por uma empresária, durante uma palestra sobre simplicidade no mundo do trabalho. Ela usou a cena para ilustrar quanta energia nós gastamos apenas para demonstrar que temos razão, independentemente, de tê-la ou não. Desde que ouvi esta história, tenho me perguntado com mais frequência: 'Quero ser feliz ou ter razão?' Outro pensamento parecido, diz o seguinte: 'Nunca se justifique. Os amigos não precisam e os inimigos não acreditam.

(recebi por mail e resolvi partilhar...)

8 comentários:

HS disse...

É bem verdade...

Bomboca disse...

Oláaaa... Que saudades!!! Aparece mais vezes. ;)
Beijinhos...

HS disse...

:)

Mesmo não dizendo nada tenho seguido com ânsias os vossos comentários do dia-a-dia

Tentarei dar mais feedback

liamaral disse...

E que bem partilhado e que boa história!! Acho que me pôs a pensar também a mim!

HS, também tenho saudades tuas! Beijinho!

:) Beijinho para ti tb, compincha!

HS disse...

Tb morro de saudades vossas... A ver se depois das férias vou ai visitar todo o pessoal...

PS: Tb tenho seguido o teu blog... vens a Lisboa entregar os mantimentos à UZ??

Não Sou... disse...

Eu prefiro ser feliz a maior parte das vezes...
Beijos

Robusto disse...

Percebo agora porque é que não te importaste de dar aquelas voltas todas no Campo Grande, Alvalade, etc... Que sejas muito feliz, sempre! PS: Já conheces o túnel do Marquês? Eu já...

Anónimo disse...

Pois... Mas como sempre o mais dificil é passar da teoria á prática!
Quantas vezes escolhem a felicidade? E o que é isso de ser feliz?

Tsunami